As mulheres já sabem que ter unhas fortes e bonitas é muito importante para a estética das mãos. Por isso, preocupam-se em mantê-las sempre bem cuidadas. Mas o que fazer quando as unhas se mostram frágeis e quebradiças, comprometendo sua saúde e beleza? O primeiro passo é identificar as causas do problema.

Neste post falaremos sobre a formação e algumas características das unhas, e como os alimentos e hábitos saudáveis podem contribuir para sua vitalidade diária.

Saiba como são formadas as unhas

As unhas são formadas por uma proteína fibrosa produzida pelas células cutâneas, chamada queratina, também presente no cabelo e na camada superficial da pele. A função das unhas é proteger a sensibilidade das pontas dos dedos e facilitar o manuseio de objetos pequenos.

As unhas crescem em média 3 milímetros por mês, sendo que as das mãos crescem quase duas vezes mais rápido do que as dos pés, porque a irrigação sanguínea é maior. As unhas se renovam completamente a cada 4 meses.

Confira 8 dicas para unhas fortes e bonitas

1. Alimente-se bem

Alguns alimentos são grandes aliados para a saúde das unhas, por serem fonte de nutrientes, como a biotina, o cálcio, o magnésio, os aminoácidos, as vitaminas de complexo B e a vitamina C. A falta desses nutrientes resulta em unhas fracas, quebradiças, com descamações, manchas e má-formação, além de deixá-las suscetíveis a doenças e ao acometimento de fungos.

Portanto, consuma bastante leite e seus derivados, peixes, vegetais de folha verde-escura, gema cozida, grãos integrais, laranja, limão, morango e goiaba, a fim de garantir unhas mais saudáveis. Para ajudar no crescimento das unhas, enriqueça sua dieta com proteínas de lacticínios, carne magra ou algum suplemento de vitamina D.

2. Higienize suas unhas

A limpeza das unhas é muito importante para sua saúde, pois evita a proliferação de fungos e doenças, como, por exemplo, o unheiro. Mantenha as unhas sempre limpas e bem aparadas, rentes à ponta do dedo. Se quiser deixá-las crescer, lembre-se de passar uma espátula para retirar qualquer sinal de sujeira acumulada.

3. Controle o uso do alicate de cutícula

Não retire muito as cutículas, pois elas têm a função de proteger as unhas de infecções. Retirá-las com muita frequência faz com que as cutículas fiquem grossas e duras, e as unhas cada vez mais fracas e doentes.

4. Não exagere no esmalte

O uso frequente de esmalte não é bom. Sua utilização, quando em excesso, acaba por agredir as unhas, que enfraquecem e amarelam. O recomendado é pintar uma vez por semana e, ao retirar o esmalte, deixar as unhas descansarem antes da nova aplicação.

5. Use sempre base fortalecedora

Passe uma base antes de esmaltar as unhas para protegê-las dos ingredientes nocivos do esmalte. As bases fortalecedoras, como a de casco de cavalo, são as mais indicadas nos casos de unhas frágeis. Outra opção é a base com cravo, rica em óleos essenciais que ajudam a hidratar e a proteger a unha danificada. Procure também por fórmulas manipuladas.

6. Use removedor de esmalte no lugar da acetona

Evite usar acetona para tirar o esmalte. Essa substância, por apresentar uma fórmula corrosiva, enfraquece muito a unha. Opte pelos removedores de esmalte ou os lenços umedecidos específicos para esta função.

7. Abuse da hidratação

Sempre faça uso de hidrantes específicos para as mãos, preferencialmente os hidratantes que contenham em sua fórmula ureia, lactato de amônio, óleo de amêndoas, óleo de macadâmia, óleo de semente de uva e óleo de silicone. Procure por formulas manipuladas, pois há a possibilidade de fazer um produto personalizado para as suas mãos.

Para intensificar a hidratação, use o hidratante várias vezes ao dia. Repita o procedimento sempre que estiver sem esmaltes.

8. Evite os hábitos incorretos

Se você tem o hábito de roer as unhas, pare! Para inibir essa vontade, é possível usar unhas postiças, pintando com esmaltes intensos, ou ainda fazer uso de películas ou nail art. Também não use a unhas para abrir ou raspar objetos, isso pode causar traumas em sua estrutura.

Mesmo com essas dicas, caso as unhas continuem frágeis e com aspecto de mal cuidadas, você deve procurar um dermatologista para verificar as causas do problema.

Você tem unhas frágeis? O que achou dessas dicas? Quais cuidados você costuma ter? Queremos saber! Deixe seu comentário no post.