Uma alimentação equilibrada e saudável é essencial em qualquer fase da vida, mas é ainda mais importante na gravidez. A gestação é uma etapa bastante especial para a alimentação da mulher, já que a dieta deve ser rica em nutrientes a fim de garantir o desenvolvimento saudável do bebê. Assim, as vitaminas na gravidez são componentes fundamentais desses nutrientes, pois previnem anemia, perda óssea e defeitos no tubo neural — estrutura de extrema importância, pois é dela que se originam o cérebro e a medula espinhal.

Além das vitaminas, o ferro e o cálcio, por exemplo, também são imprescindíveis na dieta da gestante. Neste post, veremos por que esses minerais e algumas vitaminas, entre outras, constituem nutrientes poderosos nessa fase que exige cuidados nutricionais dobrados. Acompanhe!

Vitamina B6

Essa vitamina auxilia no combate a enjoos e vômitos e ajuda a prevenir a depressão pós-parto, pois mantém os níveis de serotonina constantes. Além disso, é muito importante para o crescimento e ganho de peso do bebê, principalmente a partir do segundo trimestre de gestação.

A vitamina B6 pode ser encontrada no milho, trigo, peixe, frango, leite e derivados.

Vitamina B9

A vitamina B9, ou ácido fólico, é o nutriente mais prescrito pelos ginecologistas. Dentre outros benefícios, sua ingestão cumpre um papel essencial no fechamento do tubo neural do embrião, processo em que o tecido que forma esse tubo se fecha sobre si mesmo, ainda no primeiro mês de gestação. Se esse fechamento não se der da forma esperada, podem ocorrer malformações embrionárias, como a anencefalia.

Muitos médicos recomendam que a mulher comece a tomar suplementos desse nutriente antes de engravidar e continue sua ingestão no primeiro trimestre de gestação.

O ácido fólico pode ser encontrado na lentilha, no grão-de-bico, em vegetais de cor escura, em frutas cítricas, entre outros.

Vitamina D

vitamina D, além de ser fundamental para a saúde da gestante, pode prevenir no bebê o desenvolvimento de doenças graves como diabetes tipo 1, asma e até autismo. A luz solar é uma boa fonte dessa vitamina, por isso é importante se expor ao sol por, pelo menos, 15 minutos ao dia, no começo da manhã ou no final da tarde.

Ademais, pode ser necessária a suplementação da vitamina, que é encontrada em ovos, fígado, atum e suco de laranja — quando fortificado pelo fabricante.

Cálcio

O cálcio é um nutriente obrigatório na dieta da futura mamãe. Ele auxilia na formação dos ossos e dentes do bebê, no desenvolvimento do coração, nervos e músculos. Sua deficiência causa cãibras, cáries e unhas quebradiças.

Ele é encontrado no espinafre, castanha-do-pará, tofu, brócolis, entre outros.

Ferro

Durante a gravidez, as necessidades diárias de ferro podem dobrar. Por isso, é fundamental ingerir alimentos que contenham esse nutriente. Ele é responsável pela formação da hemoglobina e pelo transporte do oxigênio para as células.

A falta de ferro pode causar anemia, uma doença muito comum em gestantes. Assim, o médico poderá receitar suplementos antes e depois da gravidez.

Boas fontes de ferro são os vegetais de cor escura, carne vermelha, feijão e verduras.

Como vimos, as vitaminas na gravidez, e ainda outros nutrientes como os minerais mencionados, são indispensáveis para a formação e o crescimento do feto, além de manter e até melhorar a saúde da mulher. Por isso, tente variar a alimentação e invista em alimentos orgânicos e frescos, reduzindo o consumo de processados e industrializados. Além disso, consulte o seu médico para saber mais sobre quais outros alimentos ingerir nesse período.

Gostou do nosso post? Então assine nossa newsletter e receba o conteúdo diretamente em sua caixa de entrada!