A gestação é um momento especial para toda a família. Receber um novo membro é motivo de alegria e a maior preocupação é que ele nasça com saúde. Para que isso aconteça, a mãe precisa tomar alguns cuidados como ter uma alimentação saudável e praticar exercícios — desde que autorizada pelo seu médico. Além disso, é preciso ficar atenta aos princípios ativos para abolir na gravidez, ou seja, substâncias que devem ser eliminadas do seu dia a dia.

Estamos falando de substâncias que podem ser perigosas tanto para a mãe quanto para o bebê e que devem ser substituídas por outras menos nocivas. Descubra agora quais são esses princípios ativos a serem evitados e quais os males que eles podem causar:

Óleo mineral e derivados do petróleo

Antes de comprar qualquer produto, olhe na embalagem quais os ingredientes fazem parte da sua composição. Muitos possuem derivados do petróleo e alguns cosméticos apresentam o óleo mineral.

São substâncias que oferecem uma falsa impressão de hidratação, contudo, a pele não fica, de fato, umectada já que o óleo impede que isso ocorra. Além disso, esse produto também pode causar alergias e entupir os poros, agravando problemas como a acne, caso a gestante tenha. Assim, você deve evitar produtos que tenham em sua composição os seguintes termos:

  • paraffin oil;

  • mineral oil;

  • paraffinum liquidun;

Chumbo

Parece lógico que a gestante ou qualquer outra pessoa não deva usar produtos com chumbo na composição, mas, provavelmente, você já os utiliza e nem se deu conta disso. Quer um exemplo simples? Muitos batons possuem chumbo em sua fórmula. Portanto, é melhor olhar um por um e ter a certeza de que está usando produtos que não possuam esse elemento químico.

Mesmo uma pequena dose, o chumbo é capaz de interferir no metabolismo, causar intoxicação, alergias, problemas no sistema renal e cardíaco. Além disso, ele ainda causa alterações na pressão arterial, o que durante a gravidez é um risco, pois pode desencadear um problema conhecido como eclâmpsia.

Conservantes parabenos

Os parabenos são substâncias que vêm causando uma série de polêmicas. Em diversas pesquisas, essas substâncias foram relacionadas ao aparecimento do câncer. No caso das mulheres, o grande risco é que o parabeno se liga ao estrogênio e assim, ele não pode mais ser utilizado pelo organismo, ficando livre em elevadas quantidades. Esse é um dos fatores que podem causar o câncer de mama.

Eles podem ser facilmente encontrados em cosméticos na forma de conservantes, maquiagens, desodorantes, loções, esmaltes, hidratantes, perfumes e também em produtos para cabelo.

Substâncias ácidas

Outro problema é a presença de substâncias ácidas em diversos produtos para a pele como clareadores, anti-idade e antiacne. O ácido retinoico, o mais utilizado na composição dos cremes, deve ser evitado, pelo menos, 3 meses antes do início da gestação. O grande risco é o de má formações no feto.

Outros ácidos que a gestante precisa tomar cuidado é o salicílico e o glicólico com concentrações acima de 10%. Ainda não há pesquisas em humanos em dosagens maiores, mas em animais, a presença desses ácidos causou má formações nos fetos não importando em que fase da gestação foram introduzidos.

Você deve estar se perguntando como vai se manter bonita durante a gestação se a maioria dos cremes e cosméticos possuem substâncias nocivas para o seu bebê. Mas não precisa se preocupar, pois existem alternativas muito mais saudáveis para esses produtos.

A melhor maneira de resolver isso é fabricando-os numa farmácia de manipulação. Lá, você poderá ter o creme que deseja com princípios ativos que não afetam a saúde. Será um produto feito especialmente para você e para o seu bebê.

Gostou de aprender mais sobre os principais princípios ativos para abolir na gravidez? Se quiser mais dicas como essa e cuidar melhor da sua gestação, entre o contato com a Gállica conheça nossa linha vegana!