As manchas de gravidez, também conhecidas como melasmas, são manchas escuras que aparecem em vários pontos do rosto. Elas aparecem por causa das alterações que estão relacionadas ao desenvolvimento do bebê e da gravidez, o que pode estimular a formação de melanina em algumas áreas da face, provocando o aparecimento de sardas e pintas.

Essas manchas podem aparecer por volta do sexto mês de gestação e apresentam cor amarronzada. Embora sejam mais frequentes no rosto, elas também podem surgir na barriga, virilha e axila. Para evitar o surgimento, é muito importante usar protetor solar corretamente, além de evitar o contato com o sol.

Se você quer saber como atenuar as manchas durante a gravidez e como lidar com o problema, acompanhe o nosso post de hoje. Boa leitura!

Use protetor solar e evite a exposição ao sol

O protetor solar é essencial no tratamento do melasma. Um único dia de descuido pode fazer com que os resultados que foram obtidos com o uso de produtos clareadores sejam perdidos. Assim, é muito importante aplicar o filtro solar pelo menos 3 vezes ao dia.

Além disso, é preciso lembrar que a proteção nunca é 100%. Por isso, use outros meios de proteção, como sombrinha, chapéus, bonés e viseiras. Tomar sol durante a gravidez é fundamental, mas a exposição prolongada deve ocorrer apenas até as 10 horas e após as 16 horas.

Use cremes clareadores

O uso dos clareadores é recomendado para o tratamento do melasma. Alguns deles podem ser usados durante a gravidez e o aleitamento, como a vitamina C. Na categoria dos clareadores estão a hidroquinona, o arbutin, o ácido kojico e o melawhite. Eles podem ser combinados com ácidos para uma aplicação noturna ou com produtos clareadores para uma aplicação diurna.

No entanto, a hidroquinona é proibida nesse período. A resposta ao uso desses produtos é lenta e gradual. Entretanto, em alguns casos há uma melhora significativa após um mês de uso.

Faça tratamento com peeling

O peeling é um tratamento feito por meio de ácido, que pode causar escamações na pele (peeling químico) ou por meio de objetos abrasivos como cristais e lixas (peeling físico). Como as manchas de gravidez podem piorar por inflamação da pele e irritação, não são recomendados os peelings mais agressivos. Em alguns casos eles podem ser feitos, mas somente com a recomendação de dermatologistas.

Faça tratamento com luzes e lasers

Uma nova tecnologia chegou recentemente ao Brasil que, diferentemente dos lasers antigos, apresenta resultados promissores e pode não provocar o escurecimento da pele após o tratamento.

O novo equipamento dispara raios em pulsos rápidos, sendo capaz de destruir a melanina sem gerar calor suficiente que cause agressão à pele, evitando inflamações e infecções que poderiam ser responsáveis pela piora da mancha. Esse tratamento é feito em dez sessões semanais, mas ainda não apresenta cura para o melasma.

As manchas de gravidez são um problema que pode aparecer a partir do sexto mês de gestação. É muito importante que o melasma seja tratado com auxílio de um dermatologista para que as manchas não se agravem. Além disso, não se esqueça de evitar a exposição aos raios solares e use sempre o protetor solar.

Gostou do nosso conteúdo e quer ficar por dentro das nossas postagens? Então siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook e no Instagram!