Estamos vivendo mais! É o que dizem os dados do IBGE e o que podemos comprovar nas ruas, notando a quantidade de pessoas da terceira idade desenvolvendo as mais diversas atividades com muita disposição. Afinal, não basta apenas envelhecer. É preciso manter a saúde na terceira idade a fim de se manter ativo e, por que não, aberto a novas experiências e descobertas.

Este assunto interessa a você? Então, continue a leitura com a gente!

Como é a saúde na terceira idade

Estudos apontam que qualidade de vida na terceira idade recebe uma influência direta de fatores psicológicos, sociais e culturais — mais do que em qualquer outra idade. Isso significa que aquele velho ditado “corpo são, mente sã” deve ser levado ainda mais a sério com o passar dos anos.

Em outras palavras, além das doenças degenerativas comuns da velhice do corpo, o cérebro exerce um grande papel na saúde dessas pessoas: a maneira como elas viveram (e ainda vivem) pode ser determinante para o restante de seus dias.

Um idoso otimista, de bem com a vida e apaixonado por si mesmo, por exemplo, tem mais chances de viver melhor do que aquele típico velhinho ranzinza.

Entre as doenças mais comuns da terceira idade, podemos citar:

  • hipertensão arterial;
  • artrose;
  • dificuldade visual e auditiva;
  • diabetes.

Apenas dentro dessa lista, podemos perceber que a maioria das doenças pode ser evitada (ou, ao menos, amenizada) com bons hábitos. Veja, a seguir, os principais e garanta a sua longevidade com mais felicidade.

Quais as formas de manter-se ativo e saudável nessa fase da vida

Faça atividades físicas

Além de evitar as dores nas articulações, típicas na terceira idade, a atividade física regular e acompanhada por um especialista é capaz de melhorar muitos dos sintomas indesejáveis que vêm chegando com a velhice, como a insônia, a perda do equilíbrio e da coordenação motora.

Os exercícios físicos também ajudam a prevenir doenças cardiovasculares e a controlar a própria pressão alta e o diabetes (que acabamos de citar).

Cuide da alimentação

Outra maneira bastante eficiente de se proteger contra essas doenças das quais acabamos de falar é ficando de olho naquilo que você come. Afinal, em qualquer fase da vida, alguns vilões podem prejudicar a nossa saúde. Veja alguns exemplos:

  • alimentos gordurosos podem entupir as artérias e prejudicar o coração;
  • o excesso de açúcar e farinha branca pode desencadear ou piorar um quadro de diabetes do tipo 2;
  • o sal pode elevar a pressão arterial a níveis alarmantes: mantenha-se longe desse vilão.

Mantenha as amizades

Outros estudos mostram que a solidão na terceira idade é capaz de matar prematuramente mais do que a obesidade. É compreensível que você tenha um dia a dia mais solitário, afinal, os filhos já saíram de casa, os amigos podem ter se afastado ao longo da vida ou, até mesmo, a viuvez ou o divórcio o deixaram sem um parceiro.

Mas nada disso pode ser motivo para que você viva sozinho! Procure estar na companhia de seus familiares e amigos, busque por atividades destinadas a grupos da terceira idade e faça novas amizades. Como dissemos no início deste texto, os fatores psicológicos são grandes influenciadores da qualidade de vida nessa etapa: receber afeto, dar risada e ser feliz só fazem bem!

Fique em dia com os exames de rotina

Visitar o médico regularmente também é uma atitude importante para manter a saúde na terceira idade. Isso porque os especialistas podem ajudar o indivíduo a manter a sua qualidade de vida, independentemente de sintomas comuns da idade, como dores ou impossibilidades, sugerindo, inclusive, suplementos e vitaminas. Além disso, um acompanhamento constante é capaz de detectar algumas doenças ainda no início, facilitando o tratamento.

É claro que outros fatores, como a genética, influenciam a saúde na terceira idade, mas essas dicas vão ajudá-lo a viver essa fase da forma que ela merece: com saúde, leveza e muito bom humor. Os 60 são os novos 40, aproveite!

Gostou deste conteúdo e quer saber como manter a saúde sempre em dia? Basta assinar a nossa newsletter.