É bem verdade que a celulite é algo que incomoda muito as mulheres, até mesmo aquelas que não são tão vaidosas assim. Nem mesmo as modelos mais famosas e lindas estão livres desse problema estético que atinge cerca de 85% das mulheres com mais de 35 anos, segundo dados de profissionais da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Embora seja um problema comum, não significa que não existe tratamento para celulite. A ciência tem evoluído constantemente. Nesse sentido, novos procedimentos surgem para amenizar e, inclusive, eliminar a celulite. Sendo assim, se você não tomou ações preventivas para evitar o aparecimento dessas marcas, saiba que é possível se livrar delas.

Levando isso em consideração, apresentamos neste artigo os melhores tratamentos para celulite e o que você precisa fazer para se prevenir desse desconforto estético. Acompanhe!

Que tratamento para celulite escolher?

Drenagem linfática

A drenagem linfática ajuda a eliminar os líquidos que estão acumulados nos tecidos, a fim de expelir as toxinas e resíduos metabólicos, estimulando a circulação sanguínea e, consequentemente, dando um melhor aspecto para a pele. Além disso, esse tipo de tratamento para celulite auxilia na eliminação de pequenos nódulos de gordura que estão presos no tecido.

Cremes

Além dos tratamentos estéticos, também é possível associar o uso de cremes anticelulite para combater o problema. Existem várias alternativas no mercado e muitas contém extrato de chá verde, castanha da Índia e retinóides, que são produtos que ajudam a quebrar a gordura local e estimulam a produção de colágeno.

Lipocavitação

A lipocavitação é um procedimento não invasivo que ajuda a reduzir a gordura do corpo. Seu principal objetivo é diminuir a celulite e gordura dos quadris, braços, flancos, coxas, abdômen e joelhos, podendo retirar até 80% da gordura localizada. Incrível, não?

Radiofrequência

A radiofrequência é um dos tratamentos mais eficientes no combate à celulite, pois ela ajuda a estimular a produção de colágeno e a diminuir as traves fibrosas que deixam a pele com muitos furinhos e retraem o tecido.

Com a radiação eletromagnética de alta frequência, as moléculas corporais se agitam e aumentam a temperatura, sem trazer nenhum prejuízo à pele. Além do mais, esse procedimento é um dos mais duradouros, pois faz com que o tecido seja reestruturado de maneira mais intensa.

Como se prevenir?

Alimentação saudável

A celulite está associada à gordura corporal. Por esse motivo, é importante ter uma alimentação saudável para evitar o desenvolvimento desse problema. Sendo assim, dê preferência comidas ricas em antioxidante, como é o caso do salmão, amoras e mirtilos.

Além desses alimentos, também é necessário consumir chá-verde, que acelera o metabolismo e aumenta a queima de gorduras; sementes de girassol, que são ricas em potássio, vitaminas E e B6 e zinco, que são ótimos aliados no combate aos nódulos — e não se esqueça da água, ela é essencial nesse processo.

Realizar atividades físicas

As atividades físicas são muito importantes no combate à celulite porque o sedentarismo influencia a retenção de líquidos no corpo. Com os exercícios haverá uma melhora na circulação sanguínea e a eliminação de resíduos que colaboram para o aparecimento do problema.

Depois de saber que existe tratamento para celulite e que é possível se prevenir do problema, deixe a preguiça de lado e invista na sua saúde e bem-estar.

Agora que você já sabe quais são os tratamentos para celulite, aproveite para saber quais alimentos precisam ser evitados para combater esse incômodo estético. Boa leitura!