Dores nas articulações: saiba as principais causas e como combatê-las

4 minutos para ler

Se você não sofre com dores nas articulações, certamente, conhece alguém que padece desse mal. Afinal, apenas para falar sobre as doenças reumáticas, são 12 milhões de brasileiros que enfrentam o problema, de acordo com o Ministério da Saúde. A doença é, inclusive, a segunda causa de gastos com o auxílio-doença em nosso país.

E se engana quem pensa que essas dores acometem apenas a população idosa: ainda segundo o Ministério da Saúde, a maior prevalência é entre mulheres de 30 e 40 anos.

Mas, afinal, de onde vem tanta dor? Como lidar melhor com o problema? É o que vamos abordar neste texto. Acompanhe!

Por que as dores nas articulações acontecem?

Muitas das doenças que atingem as articulações são autoimunes; ou seja, uma resposta exagerada do próprio organismo que tenta atacar e destruir uma parte saudável do corpo.

Na grande maioria das vezes, são doenças crônicas (que não têm cura), mas os seus sintomas podem ser controlados por meio dos medicamentos e suplemento corretos e de algumas medidas para melhorar a qualidade de vida do paciente.

Confira, agora, algumas dessas doenças mais comuns:

Artrite reumatoide

Ataca, geralmente, as articulações dos dedos das mãos, cotovelos, punhos, ombros, joelhos e pés.

Os motivos que levam o organismo a desencadear a artrite ainda não são conhecidos, mas é sabido que a doença atinge, em sua grande maioria, mulheres (como já dissemos acima), adolescentes antes dos 17 anos — a chamada Artrite Reumatoide Juvenil — e crianças.

Seus principais sintomas são dores no local afetado, vermelhidão e fadiga. E se não for tratada de forma correta, a artrite pode levar a deformidades no corpo, incapacitando o paciente para as suas atividades do dia a dia.

Osteoartrite

É uma doença bastante comum e, também, sem cura, que atinge, na maioria das vezes, as mãos, joelhos, coluna, pescoço e quadris.

A osteoartrite consiste na degeneração das cartilagens e em alterações das estruturas ósseas que estão próximas à área afetada. Ou seja, o tecido nas extremidades dos ossos — chamado de cartilagem — vai se desgastando gradualmente. Como esse processo pode durar muitos anos, o tratamento também leva algum tempo: fisioterapia, medicamentos e, até mesmo, cirurgia podem ajudar a diminuir as dores e recuperar os movimentos.

Gota

Provavelmente você já ouviu esse nome, mas se não sabe do que se trata, é simples: com o excesso de ácido úrico no sangue, ele acaba se cristalizando e sendo depositado nas articulações.

Os sintomas mais comuns dessa doença inflamatória são dores muito forte, inchaço e vermelhidão, geralmente nos pés e no dedão do pé. Muitas vezes, essa dor chega à noite e de forma repentina, deixando os pacientes bastante incomodados.

Como combater esses sintomas?

Como você pode perceber, as doenças nas articulações mais comuns podem chegar de repente e não têm cura. Mas, felizmente, há medidas que podem ajudar a aliviar os sintomas e garantir que os pacientes tenham mais qualidade de vida. Veja algumas delas:

Pratique exercícios físicos

Manter o corpo em movimento, realmente, é um grande remédio para o nosso organismo, esteja ele saudável ou com qualquer tipo de alteração.

Os exercícios corretos ajudam a fortalecer os músculos que circundam as regiões afetadas, aprimoram o equilíbrio e a flexibilidade e melhoram a função das juntas, além de oferecerem benefícios psicológicos, como afastar a ansiedade e a depressão.

Faça fisioterapia

As sessões de fisioterapia também são um santo remédio para as pessoas que sofrem com artrite, fibromialgia, lúpus e outras doenças que afetam as articulações — assim como as massagens. Afinal, os profissionais trabalham fortalecendo e aliviando os ligamentos e tendões, diminuindo as dores nas articulações.

Utilize suplementos manipulados

Alguns produtos manipulados contêm em sua composição o colágeno hidrolisado do tipo II, que é um poderoso contribuinte para o fortalecimento da cartilagem do corpo. Os alguns suplementos são ricos nesse tipo de colágeno, além de terem diversas outras vitaminas benéficas para o organismo.

Por fim, vale lembrar que quem sofre de dores nas articulações precisa fazer o acompanhamento constante com o seu médico e seguir o tratamento indicado. Dessa forma, é possível, sim, viver com tranquilidade e qualidade.

Ficou interessado no suplemento de colágeno? Veja, então, por que manipulá-lo é uma boa ideia!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Share This