A alimentação vegana está crescendo no Brasil! Em 2018, o IBOPE divulgou a informação de que 14% da população brasileira segue o estilo de vida vegetariano, sendo que muitos são adeptos do veganismo.

As pessoas que aderem o veganismo comem bem e de forma variada, mas acontece de algumas precisarem de suplementação. Muitas pessoas já descobriram a Spirulina como uma forma de suprir a necessidade de consumir proteínas, vitaminas e minerais. Mas é importante saber como ingeri-la da forma correta e onde comprar.

Atualmente, existem muitas formas de consumir esse suplemento a fim de melhorar sua qualidade de vida e manter uma ótima dieta vegana, sem colocar em risco a saúde dos animais e, é claro, a sua. Para ajudar você, desenvolvemos este artigo com as principais informações sobre a Spirulina. Acompanhe!

O que é a Spirulina?

Caracterizada como uma cianobactéria microscópica e filamentosa é encontrada nas algas marinhas azuis esverdeadas e refere-se à biomassa de Arthrspira platensis. A Spirulina apresenta células vegetais com presença de clorofila, realizando a fotossíntese em águas doces, e material nuclear espalhado pelo citoplasma. E o que isso quer dizer? Por não ser caracterizada do reino animal, ela pode ser adicionada à dieta vegana com muita facilidade.

Através de estudos a Spirulina pertence ao grupo de substâncias listadas como Geralmente Reconhecida como Segura (GRAS) para o uso na alimentação apresentando um perfil nutricional ideal como suplemento alimentar. Possui diversos nutrientes como proteínas, vitaminas do complexo B, minerais, proteínas de alta qualidade, antioxidantes β-caroteno e vitamina E, e ácidos graxos poli-insaturados, especialmente o ácido g-linolênico. Apresenta um índice balanceado de aminoácidos essenciais entre estes estão a isoleucina, a leucina, a lisina, a metionina, a fenilalanina, a treonina e a valina. E entre os aminoácidos não essenciais estão alanina, arginina, ácido aspártico, cistina, ácido glutâmico, glicina, histidina, prolina, serina e tirosina.

A funcionalidade da Spirulina em combater desnutrição, vírus, câncer, diabetes, hipercolesterolemia e outros, proporciona melhorias na saúde como um todo, destaca sua utilização como nutracêutico e desperta o interesse como uma fonte farmacêutica em potencial.

Assim, quem é adepto a ter uma qualidade vida, garante uma excelente fonte denutrientes, proteínas e aminoácidos que completam a alimentação. Além disso, a Spirulina pode contribuir para a melhora do seu sistema imunológico!

Como ela pode ser consumida?

Diante de tantos benefícios, sempre surge àquela dúvida sobre o seu consumo, não é mesmo? Por apresentar uma composição rica em vários nutrientes, são sempre feitos estudos sobre a Spirulina e tendo múltiplas aplicações na saúde, na nutrição esportiva e emagrecimento é importante ter ajuda de um profissional habilitado da área para a obtenção de melhores resultados. Mas, em geral, o consenso é que seria melhor ingeri-la uma hora antes das principais refeições, geralmente almoço e jantar. Isso quer dizer que você pode escolher as melhores formas de ajustá-la a sua alimentação.

Quanto à digestibilidade, o fato de as cianobactérias não possuírem celulose em sua parede celular como as microalgas eucarióticas favorece o aproveitamento de nutrientes, o que pode melhorar a qualidade proteica. Nos próximos tópicos, separamos as estratégias de consumo mais utilizadas pela pessoas veganas. Confira!

Misturada com água ou batida no suco e vitaminas

Se você gosta de ingerir líquidos, o pó de Spirulina misturado com água pode ser uma excelente alternativa. Para isso, basta separar a quantidade do produto para misturar com água, na proporção de 500ml de água para 2g.

Além disso, você pode adicionar o pó em sucos naturais ou vitaminas e tomar todos os dias. Diversificar o seu paladar, é uma forma divertida de consumi-la em conjunto com outros nutrientes.

Adicionada aos alimentos

Outra maneira eficiente de consumir a Spirulina é adicioná-la aos alimentos. Você pode adicioná-la a diversos pratos, como: panquecas, bolos, picolés caseiros, molhos de salada, caldos e outros. Use a criatividade!

Ingerida em cápsula

A Spirulina tem um gosto e cheiro característico, ás vezes algumas pessoas possam não gostar ou enjoar. Outra opção é manipular em cápsulas, além de não ter cheiro e gosto é uma estratégica bem mais prática de tomar! Existem hoje vários tipos de cápsulas é só solicitar que sejam cápsulas vegetais ou de tapioca!

Onde comprar Spirulina?

Escolha uma farmácia de manipulação para garantir os melhores resultados. Na Gállica podemos manipular em sachê ou cápsula de sua preferência e na dosagem certa que você precisa.

Você percebe como essa cianobactéria é capaz de ajudar na sua alimentação? Neste artigo, mostramos um pouco sobre benefícios e formas de ingestão. Lembre-se ainda de optar por um local de confiança para que as propriedades deste produto sejam mantidas.

Agora que você já sabe onde comprar Spirulina, que tal aproveitar para conhecer nossas fórmulas e adquirir um produto que pode melhorar a sua saúde com facilidade?

Observação: a Spirulina de forma geral é contraindicada para os quadros de gota ou hiperuricemia, na gravidez e lactação. Ocasionalmente podem acontecer algumas reações adversas como náuseas, vômitos e diarreias durante a administração. É importante procurar orientação de um profissional da área da saúde habilitado.

Referências:

https://phytopowercaps.com.br/spirulina.pdf

Literatura do fornecedor